sábado, 12 de abril de 2008

Falso dominador













Um dos assuntos discutidos no meio BDSM é a figura do "falso Dominador".

Com a facilidade da internet essa figura aparece como papel trazido pelo vento e faz suas "vitimas" entre as incautas submissas, não menos ignorantes no assunto que ele.

O falso Dominador não tem em si vocação para Dominar, não é sádico, nem compreende toda a responsabilidade do jogo de Dominação e submissão. Não gosta nem sente prazer no jogo por inteiro. Está apenas interessado em sexo fácil e imagina ter numa submissa apenas isso, alguém de quem possa abusar, satisfazendo sua lascívia sexual comum, que talvez tenha dificuldade para realizar com mulheres "baunilha" - comuns - que muitas vezes exigem compromissos e se mostram mais limitadas sexualmente. Depois ele, como bom cafajeste e não fazendo idéia do que seja submissão, Dominação, Sadismo e masoquismo, passa a desprezar ou se desfaz da incauta como quem joga fora a embalagem do bombom que acabara de comer. Não têm nenhum compromisso com ética ou seriedade, querem apenas sexo e com urgência. Isto é diferente de não aprovar a submissa após algumas sessões de avaliação ou treinamento, pois os objetivos são diferentes dos objetivos do falso Dominador.

Estes homens ouvem falar em Dominação e submissão através da internet, um dos meios de informação mais práticos hoje em dia, e uma idéia "genial" lhes vêm à mente: Se virar(me passar por) um Dominador poderei conseguir uma escrava e, assim sendo, posso fazer com ela tudo o que eu quiser, então, poderei satisfazer todos os meus desejos sexuais, que ela, em sua condição de escrava, ainda nada poderá me exigir. É perfeito! e, imaginando que escravas submissas são mulheres fáceis que aceitam qualquer um, partem para os chats em busca delas, excitados com a falsa idéia de que são meras "vadias", sedentas de sexo e que cairão fácil da dele.

Amantes comuns, para quem não pode se envolver demais, pode ser um problema, então passar a ser um Dominador pode ser conveniente. Já que escravas devem ser obedientes e se portar da forma como este determinar, não lhe criarão problemas. Geralmente tais dominadores não dão nenhum valor à submissão, não vêem numa submissa uma parceira de valor, com quem poderão exercer o seu sadismo, até porque não há sadismo, mas apenas uma "vadia", que atende convenientemente ao seu propósito sexual comum ou fetiche, coisa a que uma "baunilha chata" - mulher comum e preconceituosa - que exige compromisso, nem sempre se dispõe.

Muitas vezes o suposto Dominador percebe rápido o seu engano quanto a encontrar sexo fácil, se decepciona e não volta a aparecer, mas por outras o indivíduo é persistente e passa a figurar entre os adeptos sinceros de BDSM, até que acaba por convencer e encontrar uma parceira, com quem vai praticar o "seu BDSM" desvirtuado, sendo muitas vezes até manipulado e vergado pela suposta sub para conseguir o que quer - sexo.

Alguns leram ou ouviram falar na liturgia entre Tops e bottons e, fazendo uma idéia errada do que é ser um Dominador, passam a tratar submissas com grosseria e arrogância, imaginando ser necessariamente assim que se porta um autêntico Dominador e que assim irão atraí-las. Despertam com isso antipatia não só por si, mas também pela figura do Dominador, o que é lamentável. Mas autênticas submissas sabem separar o que faz este indivíduo de um Dominador Sádico autêntico.

Outros motivos, além do sexo fácil, podem levar um indivíduo a se passar por um Dominador BDSM. Um indivíduo violento, portador de profundas frustrações e traumas, que necessita de auto-afirmação para livrar-se do complexo de inferioridade, pode se aproveitar da posição de Dominante numa sessão para descarregar toda sua violência reprimida socialmente sob o pretexto de ter prazer erótico nisso, o que para uma submissa autêntica é o suficiente, pois dar prazer é o seu prazer. Este indivíduo vê numa escrava submissa ou submisso apenas um "saco de pancadas" para sua insana terapia e não uma fonte de prazer, portanto engana, não é um autêntico Dominador Sádico, mas apenas um homem violento e frustrado, tentando covardemente sentir-se melhor numa posição que não é a sua e não lhe pertence legitimamente. (Não confundir um Dominador mais severo e sádico com este indivíduo).

Faz-se necessário salientar a diferença entre um Dominador iniciante, sem muita experiência, ou um Dominador mais "light" de um falso Dominador. A maior diferença são os objetivos da Dominação, a sinceridade e transparência de propósitos, o que uma submissa ou submisso mais atencioso e de bom senso poderá constatar nos contatos que tiver e nas informações que colher. Um Dominador autêntico, seja "light" ou iniciante, traz dentro de si a vocação para Dominar e não faz montagens ou imitações do que leu ou ouviu por ai. Não precisa passar-se por alguém que não seja, almejando atingir objetivos escusos. Um iniciante ou "light" autênticos sentem prazer sincero nas práticas SM e/ou no jogo D/s e seu interesse em tais coisas poderá ser notado se, com mais atenção e sagacidade, forem avaliados. Há que se avaliar quais os objetivos reais do Dominador. Exclusivamente o prazer erótico obtido através das práticas SM e/ou do jogo D/s, onde o sexo seja apenas mais uma das inúmeras práticas do jogo e não o único objetivo? Eis um Dominador autêntico diante de ti, bottom, aproveite!

Não é correto dizer que um Dominador é um falso Dominador apenas por não ser tão simpático como se desejaria, ou porque não satisfez determinada escrava, submetendo-se às suas vontades ou ao seu jeito de ser Dominada, ou ainda porque sua ex-sub, muito magoada com o fim do relacionamento, sai por ai difamando-o injustamente; nem tampouco por não haver nele afinidades com certa escrava submissa, ou por ter pontos de vista SM ou D/s diferentes da maioria, desde que estes pontos de vista não sejam distorcidos para atender às suas conveniências pessoais, distantes do SM e do D/s verdadeiros.

Bem, muito há para se falar e se aprender em termos de Sadomasoquismo e para quem está entrando nesse universo agora, espero ter dado a minha contribuição para que sua permanência nele seja repleta de prazeres e satisfação, reduzindo um pouco mais as eventuais frustrações que possam surgir em sua jornada como sub ou como Dom.



texto pesquisado em <http://br.geocities.com/domtormentos/falso_dom.htm>


3 comentários:

{mara}do LORD DEIMOS disse...

Texto Excelente Senhor,perfeita colocação.
Parabéns, meus respeitos ao Senhor

{mara}do LORD DEIMOS disse...

Texto Excelente Senhor,perfeita colocação.
Parabéns, meus respeitos ao Senhor

SeuDonoeSenhor disse...

Agradeço pela presença no blog, mara, e pelo comentário gentil. Aprecio quando há um feedback pois isso incentiva a continuar pesquisando. Recomendações a LORD DEIMOS.